Alberto Valentim faz críticas pesadas a Gabigol e ainda vai além: ”Acharam os gols”;

Alberto Valentim ficou bem incomodado com Gabigol no empate em 2 a 2 entre Athletico-PR e Flamengo nesta terça-feira (2) na Arena da Baixada. De acordo com o treinador da equipe do Paraná, o atacante rubro-negro cria clima pesado em campo. As declarações foram durante a coletiva de imprensa.

Durante a saída de campo, uma confusão envolveu Valentim e Gabigol. O artilheiro foi abraçar o jogador Marcinho, mas o treinador separou o lateral-direito do time paranaense. O caso gerou revolta entre os atletas.

Questionado sobre o assunto, Alberto Valentim não explicou de forma clara o ocorrido:

“Eu falo o seguinte: o que ficou no campo, morre lá, tudo bem. Mas o que a gente tem que ter, independente do adversário, independente do time que você joga, é um pouquinho de respeito só. Isso é o que eu falo sempre”, disse.

No entanto, o técnico continuou explicando sua decisão de separar os jogadores. Com duras palavras, acusou Gabigol de criar “um clima pesado no jogo”:

”É só você pegar o histórico de alguns jogadores: quantas vezes reclama, quantas vezes é polêmico, quantas vezes cria um certo clima dentro do campo que acaba atrapalhando até a arbitragem, quando você quer criar um clima que não precisa muitas vezes. Então a única coisa que eu tenho para falar é de respeito, só isso”, finalizou Alberto Valentim.

Alberto Valentim comemora ponto nos acréscimo e exalta postura do Athletico-PR contra o Flamengo

Durante a coletiva, Valentim exaltou seu time. Para o treinador, o Athletico conseguiu manter um ritmo que não foi alcançado pelo Flamengo:

“Nós colocamos um ritmo fortíssimo durante o jogo todo, mesmo com eles achando os gols deles. Do que aconteceu, foi um ponto ganho. Sem dúvida nenhuma”, afirmou.

Contudo, o técnico da equipe paranaense lembrou que não foi apenas a postura tática que fez diferença. Mas também a parte técnica de seus jogadores:

“Foi muita quantidade, aliada a qualidade dos atletas. Qualidade da obediência naquilo que foi conversado e treinado. É um grupo forte, que sabe dos seus objetivos e aonde quer chegar”, explicou.