Após polêmica com Hulk, Galo não quer Daronco apitando jogos do clube

Hulk teve uma péssima atuação contra o São Paulo, onde o jogo acabou 0 a 0, lá no Mineirão, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas nem por isso o atacante do Atlético-MG deixou de ser o grande protagonista da partida. O camisa 7 do Galo esteve envolvido no lance mais polêmico do jogo, quando pediu pênalti numa disputa com Miranda. Depois do jogo, revelou uma suposta ameaça do árbitro Anderson Daronco.

Depois de tudo o que foi contado pelo atacante, e de uma conversa entre o jogador e dirigentes ainda no vestiário do Mineirão, o Atlético não quer mais ter jogos apitados por Daronco. “Eu acho que, para preservar o Daronco, eu, se fosse presidente de arbitragem, eu evitaria de colocar o Daronco para apitar os jogos do Atlético. Principalmente se o Hulk estiver em campo. Eles estão com essa dificuldade e é ruim para o Daronco, para o Atlético, para o Hulk, para a Comissão de Arbitragem. Desgasta, expõe os árbitros, especificamente o Daronco. Tem tantos outros árbitros bons… Repito: pra mim, o Daronco é um dos melhores árbitros. Então, a Comissão de Arbitragem deve evitar. Não custa nada. Vamos usar o bom senso”, disse Sérgio Coelho, presidente do Atlético-MG, à ESPN.

De acordo com Hulk, o árbitro gaúcho que faz parte do quadro da Fifa fez uma recomendação a ele, já nos minutos finais da partida com o São Paulo. “Saí muito chateado com o Daronco, tenho muito respeito pelo Daronco e por todos os árbitros brasileiros. Quando estava acabando o jogo, ele falou: ‘cuidado com o que você vai falar ali fora’. Eu falei: por quê? Ele respondeu: ‘por que não é o último jogo que apito de vocês, não o último jogo que vou apitar seu’. Ou seja, é uma ameaça ou não? Eu não sei”, disse o atleticano na zona mista do Mineirão.