Comentarista que é ex-jogador do Flamengo tem salário penhorado pela Justiça, entenda

Depois de uma vitoriosa carreira no futebol, com passagens pelas principais equipes do futebol brasileiro, a exemplo de Flamengo, Vasco da Gama e Corinthians, o ex-jogador Marcelinho sofreu uma derrota na Justiça. Em decisão proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o atual comentarista esportivo foi condenado à penhora de 30% dos vencimentos que o ex-meia recebe da Rádio Top FM (104,1 MHz), em função de uma dívida dele para com a empresa Martins Padrão Engenharia Construtora e Incorporadora. As informações foram inicialmente publicadas pelo portal UOL, as quais indicam, também, que há recurso contra a decisão.

O responsável pela decisão foi o juiz Mário Chiuvite Júnior, fundamentando-a com base na existência de uma suposta dívida na casa dos R$ 463 mil, a qual perduraria há mais de uma década. Tudo começou no ano de 2006, quando o jogador, já aposentado, teria contratado a referida empresa com o objetivo de dar início à construção de um Centro de Treinamentos na cidade de Atibaia, localizada no interior do estado de São Paulo.

O intuito de Marcelinho Carioca seria construir uma estrutura que fosse capaz de abrigar os treinamentos de times e seleções. Todavia, os pagamentos firmados teriam sido inadimplidos, fazendo com que a construtora recorresse ao Poder Judiciário.

A defesa do ex-jogador, por sua vez, nega a existência do contrato, o qual careceria de sua assinatura. No mesmo sentido, nega que seja fiador do empreendimento, tampouco que tenha qualquer vínculo com a construtora.

Ato contínuo, a sociedade empresária Martins Padrão Engenharia Construtora diz que a contratação se deu pela MC Sports, a qual confirma o contrato, alega ter honrado com todos os pagamentos e declara que a construtora não realizou a obra por completo. Marcelinho Carioca, por sua vez, nega vínculos com a MC Sports.