Ex-treinador fala sobre talentos da base e explica insucesso de Lincoln no Flamengo

O Flamengo tem revelado inúmeros jogadores ao longo dos últimos anos, e Maurício Souza participou da formação destes atletas. O ex-treinador do Sub-20 concedeu entrevista exclusiva ao Coluna do Fla e enumerou promessas do Rubro-Negro, além de citar outros que fizeram muito sucesso no clube carioca.

— O Flamengo é um celeiro, né? É difícil. Mas sem dúvida nenhuma, o Vinícius Jr está entre os três. O Rodrigo Muniz também e tem o Paquetá, que atingiu um status que é impossível não colocá-lo. Mas eu poderia citar o Yuri César, que foi para Arábia, e eu sou muito fã do João Gomes, Matheuzinho, Matheus França, que chega muito forte também, sou fã do Hugo Souza. Também tem o Matheus Gonçalves. Alguns deram retorno competitivo e outros financeiros, mas também tem quem deu os dois. A base está sem dúvidas entre as melhores do Brasil -, disse o treinador.

Maurício Souza, no entanto, comentou também sobre o insucesso de Lincoln no Flamengo. O atacante, atualmente, defende o Vissel Kobe, do Japão, sendo que era uma das principais joias do Ninho do Urubu. O ex-técnico do Sub-20 lamentou a transição feita com o atleta.

— O Lincoln não conseguiu render e a resposta correta, não sei se consigo dar. Ele, na base, foi extraordinário, mas no profissional, ele não rendeu o esperado. O Vinícius, se tivesse subido no time de hoje, talvez, mas eu digo talvez, tivesse menos espaço. Foi o que aconteceu com o Lincoln naquele momento. O que a gente sempre pede é para que tenham um pouco de paciência, pois toda transição gera uma adaptação. São novas relações, né? São atletas diferentes, são rotinas diferentes. O que não se tem é paciência. Mas as transições se dão, principalmente, pelo desempenho do atleta. Conforme vamos entendendo que o atleta alcançou u estágio ótimo para transição, mentalmente e fisicamente, é feita essa transição. Mas quando isso acontece no profissional é bem mais difícil. Hoje a gente vê o Lázaro, que tem um potencial incrível, mas ainda busca potencial e espaço no profissional.

Maurício Souza foi demitido do Flamengo em janeiro, pois Paulo Sousa não contava com os serviços do ex-técnico do Sub-20, que estava como auxiliar permanente do profissional. No Rubro-Negro, o ex-comandante conquistou nove títulos, dentre eles, o Brasileirão Sub-20, a Copa São Paulo de Futebol Júnior e a Supercopa do Brasil Sub-20.