Flamengo exige pagamento à vista, e negociação de João Gomes com clube árabe trava

A negociação entre Flamengo e Al Ain pelo volante João Gomes está travada. Os clubes chegaram a um acordo de valores – 5 milhões de euros (R$ 30 milhões na cotação atual) por 50% dos direitos econômicos do volante -, mas a diretoria rubro-negra exige pagamento à vista. Os árabes ainda não responderam à solicitação e queriam, inicialmente, parcelar a compra.

Sem uma resposta dos árabes, Gomes segue normalmente à disposição do Flamengo. Ele ficou no banco de reservas nas partidas contra Grêmio e Santos, na última semana.

A exigência do Flamengo já fez travar outros negócios com clubes árabes no ano. Propostas por Vitinho e Michael, por exemplo, não foram à frente porque a diretoria não facilitou na forma de pagamento.

O Al Ain, por sua vez, segue sem pressa para fechar o negócio. A janela de transferências nos Emirados Árabes só se encerra no fim de setembro. Gomes não era a primeira opção do clube, que tentou a contratação de Martinelli, do Fluminense, anteriormente.