Flamengo quer se ”desfazer” de Piris da Motta, salário passa dos $300 mil mensais

A diretoria do Flamengo já começa a planejar o ano da equipe. Juntamente com o novo treinador, Paulo Sousa, o Mengo busca contratações e também estuda saídas de alguns jogadores. Sem espaço no elenco, Piris da Motta pode ter o contrato rescindido, já que não faz parte dos planos do Rubro-Negro para 2022.

De acordo com o site ‘Torcedores.com’, a diretoria rubro-negra analisa encerrar o vínculo do jogador, que termina em dezembro deste ano. O empresário de Piris, inclusive, é aguardado no Rio de Janeiro para resolver a situação junto ao clube. Sem times interessados no volante, o Fla não quer arcar com os salários do paraguaio. No entanto, o Mais Querido pretende manter 20% dos direitos do atleta para liberá-lo.

Contratado em 2018 por cerca de R$ 26 milhões, junto ao San Lorenzo, da Argentina, Piris da Motta nunca se firmou no time do Flamengo. Sem espaço, o jogador chegou a ser emprestado ao Gençlerbirligi, da Turquia, em 2020. Retornou ao time carioca em 2021, mas não teve muitas oportunidades.

Agora, o Mengo espera se desfazer do atleta de 27 anos, que não será aproveitado pela comissão técnica de Paulo Sousa. Pelo clube, Piris da Motta acumula 57 jogos e, mesmo como reserva, fez parte do elenco que venceu a Libertadores (2019), o Brasileirão (2019), a Recopa Sul-Americana (2020), a Supercopa do Brasil (2020) e o Carioca (2019 e 2020).