Flamengo se irrita com Gabigol e desconfia da gravidade da lesão do jogador

Depois de não se reapresentar ao Flamengo para a partida contra o Coritiba, nesta quinta-feira (10), às 19h, pela Copa do Brasil, Gabigol quebrou silêncio em comunicado divulgado pela empresa que administra a sua carreira. Publicado pelo portal GE, o texto divulgado pelo estafe do atleta explicava a ausência em Curitiba.

O camisa 9, que está com um edema na coxa direita, seguiu diagnóstico da CBF e, por isso, não encontro a delegação do clube carioca. De acordo com o site, o Flamengo estuda punir o atleta.

“Os departamentos médico do Flamengo e CBF compartilharam os exames e diagnósticos em relação à lesão do Gabi, que apontou um edema muscular. Com isso, o departamento médico do Flamengo vetou o Gabriel para a partida contra o Coritiba, decisão tomada no fim do dia de ontem (09)”.

“O atacante se prontificou a realizar exames em São Paulo, evitando uma viagem para Curitiba, uma vez que chegou de madrugada do Paraguai após jogo pelas Eliminatórias. Com a decisão, ele segue em tratamento e se apresentará amanhã à Seleção Brasileira, data marcada a todos os convocados para a Copa América”.

Flamengo e CBF não falam a mesma língua há algum tempo, principalmente quando o assunto é questão médica.

Clube e entidade já bateram boca publicamente por conta de uma lesão de Pedro, cortado de um jogo das eliminatórias, e de Rodrigo Caio, que retornou da seleção machucado.