Flamengo separa bolada multimilionária para contratar técnico badalado no mercado internacional

O Flamengo começa a se organizar após a demissão de Renato Gaúcho. No momento, o time é interinamente comandado por Maurício Souza, ao passo que os contatos acontecem nos bastidores em busca de um titular para o posto.

Vários nomes estão sendo especulados pela imprensa esportiva do país e, até o momento, sabe-se que o profissional perfeito na visão da diretoria não está no futebol brasileiro.

O Rubro-Negro quer, a todo o custo, ter um treinador considerado de primeira linha para o comando da equipe. Por isso, está disposto a gastar cifras multimilionárias, na casa dos R$ 30 milhões, sem contar com os custos oriundos da comissão técnica e demais bonificações.

Os nomes de maior força nos bastidores da Gávea são os dos portugueses André Villas Boas e Carlos Carvalhal, além do argentino Marcelo Gallardo, com longa passagem pelo River Plate. Jorge Jesus, como de praxe, permanece sempre na mesa de interesse da diretoria, principalmente pelos apelos incessantes vindos das arquibancadas. Todavia, o vínculo do Mister com o Benfica chegará ao fim somente em meados de 2022 e, com a iminente classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões, deve permanecer na Europa.

A decisão pelo novo treinador provavelmente demandará alguns dias, sobretudo pelas eleições presidenciais que se aproximam. No próximo sábado (4), uma votação definirá a nova gestão do Mais Querido pelo próximo triênio, com Rodolfo Landim favoritíssimo para a reeleição.