Flamengo traça um ‘plano B’ caso não consiga contratar Vidal

Mesmo com a janela de transferências do futebol brasileiro fechada, alguns nomes vem movimento o mercado no país. Um deles é Vidal, o chileno vem sendo fortemente especulado no clube carioca. Mas, caso não consiga contratar o jogador, o Flamengo tem um ‘plano b’. Segundo informações do jornalista o jornalista Jonas Stelmann, setorista do Flamengo na Alternativa Esportes, Thiago Mendes ex-São Paulo também está na lista.

Mas, segundo o comunicador, o Flamengo só vai abrir conversas com o brasileiro se não conseguir a contratação de Vidal. De acordo com o jornalista, no Gávea existe uma expectativa muito grande de que o volante chileno será contratado.

Líder do Campeonato Chileno, o Colo Colo está animado com o possível retorno do volante. Segundo a imprensa chilena, também existe a vontade do jogador de retornar ao clube. Vale destacar que Vidal foi revelado pelo Colo Colo. Ele deixou o time chileno em 2007 para defender as cores do Bayern Leverkusen, da Alemanha.

Ricardo Dabrowski, ex-técnico de Vidal e o responsável por sua subida ao time profissional mandou recado para o atleta e pediu o seu retorno ao clube chileno.

“Se há algo para entregar a Arturo, que melhor maneira de fazê-lo do que no clube onde ele começou. Seria um bom final para ele, porque está jogando em alto nível”, disse.

Na temporada passada, a direção rubro-negra fez uma investida pela chegada do meio-campista. Isso porque o Rubro-Negro desejava fechar o negócio por empréstimo com opção de compra, modelo que não foi aceito pelo time francês.

Depois de receber o ‘ok’ de Thiago Mendes, o Rubro-Negro passou a iniciar contatos com o Lyon. Apesar das tentativas, não houve um acordo entre os clubes. Na ocasião, o vice de futebol Marcos Braz não fechou a porta para uma nova investida pelo jogador.

“O Thiago Mendes fez de tudo para vir para o Flamengo. Nós conseguimos a movimentação do jogador que não imaginávamos: ele externou a vontade, disse que daria dois anos a mais de contrato pro Lyon, ganhando menos, para conseguir a liberação”, disse na ocasião.