Jorge Jesus deve fechar com rival do Flamengo, após demissão de treinador

O Corinthians decidiu demitir o técnico Sylvinho após a derrota de virada para o Santos em plena Neo Química Arena. Com efeito, a equipe paulista fica sem comandante logo no início da temporada, passando a sondar o mercado da bola com muita atenção em busca de um nome que seja capaz de assumir o comando da equipe.

Neste cenário, um nome retorna à pauta da diretoria alvinegra. Trata-se do técnico português Jorge Jesus, que está livre no mercado da bola desde que fora demitido do Benfica no início do ano. No Brasil, o treinador foi sondado por Atlético-MG e, no meio das tratativas, o próprio Corinthians tentou atravessar o negócio, embora tenha desistido da empreitada em virtude dos elevados salários cobrados, na casa dos 2,5 milhões de reais mensais.

Embora o valor seja considerado fora da realidade do futebol brasileiro, o Corinthians, mesmo atolado em dívidas, está desesperado em  busca de um novo treinador, em especial por conta do curto prazo para a organização do time antes do início das principais competições da temporada, além dos elevados investimentos realizados em seu futebol, os quais não poderão ser desperciçados.

Pessoas próximas a Jorge Jesus afirmam que o treinador estaria disposto a ouvir a proposta a ser apresentada pelo time de São Paulo. Todavia, Mister é considerado uma pessoa invariável, podendo mudar de decisão a qualquer tempo. No caso do Atlético-MG, por exemplo, a identificação com o Flamengo pesou para a sua recusa.