Palmeiras anuncia punicão maxima para Patrick de Paula e Lucas Lima

Após mais um caso de quebra de protocolo sanitário, dessa vez por parte de Patrick de Paula, o Palmeiras anunciou nesta segunda-feira (21) que irá aplicar mais uma multa, assim como foi com Lucas Lima, de acordo com o regulamento interno do clube.

Tanto para o meia, quanto para o volante, a multa consta em 40% do salário de ambos os atletas, sendo a sanção máxima definida internamente pela diretoria do Palmeiras. O regulamento do clube não permite que multas e punições maiores sejam aplicadas, mesmo que a diretoria quisesse.

As punições acordadas seguem a Lei Pelé, que afirma que, em alguns casos, a relação clube e jogador pode ser pautada pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) que, por sua vez, declara que o empregador é livre para para impor algumas regras de trabalho com o seu empregador.

O volante Patrick de Paula foi afastado por tempo indeterminado pelo Palmeiras, após ser flagrado na saída de uma festa clandestina no Tatuapé, zona leste de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (21). Por meio das redes sociais, o clube lamentou mais um caso de “quebra de protocolo sanitário” por parte de um de seus atletas e falou em falta de empatia por parte do volante palmeirense.

Assim como no caso de Lucas Lima, flagrado na semana passada em balada clandestina, o Palmeiras vai aplicar “as sanções administrativas máximas determinadas pelo seu regulamento interno. Ambos os atletas ficam afastados dos treinamentos até determinação do Departamento de Futebol”.