Paquetá deve fechar com o Manchester City, e flamengo pode receber PIX de ‘bônus’ na transferência

O Mengão sempre teve uma das melhores categorias de base do mundo e tem a tradição de formar grandes atletas. Um deles é o Lucas Paquetá, destaque do Lyon (FRA) e figurinha certa na lista de Tite para a Copa do Mundo de 2022. O meia, Cria da Gávea, tem sido alvo de diversos clubes europeus, mas não chegou a receber proposta oficial para deixar a França. Agora, o atleta está sendo cotado no Manchester City (ING), de Pep Guardiola.

Segunda a imprensa da França, Paquetá é visto como o reforço ideal no lugar de Bernardo Silva, que provavelmente irá deixar o clube inglês. Porém, apesar de colocar o ex-jogador do Flamengo como alvo, o Manchester espera uma proposta considerada boa para liberar o meia português e avançar nas negociações com o Lyon pelo brasileiro.

Lembrando também, caso a equipe francesa venda Paquetá, o Flamengo terá direito a um valor da transação por ter sido o clube formador do meia. De acordo com o Mecanismo de Solidariedade da Fifa, a porcentagem de lucro do Mais Querido é de 4% – referente ao tempo ‘de casa’. Quem também terá fatia de uma futura negociação é o Milan, que embolsará 1% do montante total de uma provável transferência.

Paquetá tem despertado interesse de diversos clubes da Europa. Paris Saint-Germain (FRA), Newcastle (ING) e Arsenal (ING) já estudaram a possibilidade de fazer uma proposta pelo jogador, mas não chegaram a oficializar nenhum valor. O meia está no Lyon desde 2020, quando se transferiu vindo do Milan (ITA).

Camisa 10 do clube francês, o Cria do Flamengo é avaliado em 65 milhões de euros, aproximadamente R$ 347 milhões. Ainda de acordo com a imprensa estrangeira, a ideia do Olympique Lyonnais é negociar Paquetá por, no mínimo, 20 milhões de euros, cerca de R$ 107 milhões.