Presidente do Atlético-MG provoca o Flamengo: “Sem o Wright, conseguimos ser campeões”

O clima nos bastidores entre Flamengo e Atlético-MG continuam a todo vapor, apesar do apito final dentro de campo. Dessa vez, o presidente do time mineiro, Sérgio Coelho, voltou a se queixar de favorecimento ao Rubro-Negro e comentou que a equipe carioca foi convidada para disputar a competição, já que não ganhou a Copa do Brasil e o Brasileirão na temporada de 2021.

— Foi um pré-jogo complicado, com muita polêmica. Realmente, o Atlético se manifestou contrário a algumas decisões, algumas posições. Nós não podemos esquecer que o Flamengo foi um simples convidado, porque não havia ganho nada. Mas está no regulamento, e a gente respeita o regulamento, ponderou, antes de concluir: — Mas todos viram aqui hoje: nós viemos jogar no Maracanã em Cuiabá. Nosso pleito, antes de decidir o estádio, era São Paulo ou Brasília, porque estava mais perto de Belo Horizonte e poderia dar igualdade aos dois clubes, comentou, em entrevista ao ‘Superesportes’.

Logo em seguida, o dirigente atleticano continuou cutucando a equipe rubro-negra. O presidente, inclusive, ponderou que o Flamengo terá dificuldades para ganhar do time mineiro com a presença do VAR:

— Dessa vez, com VAR, nós conseguimos ser campeões. Porque da outra vez, o José Roberto Wright, o José de Assis Aragão… ganharam no apito. Hoje, não. Com VAR, eles vão ter dificuldade para ganhar do Atlético, disse.