Técnico português Pedro Martins, do Olympiacos, é oferecido ao Flamengo

O Flamengo entra em campo na próxima quarta-feira (08), fora de casa, diante do Red Bull Bragantino. O duelo tem uma importância ímpar ao técnico Paulo Sousa, tendo em vista que, ameaçado em seu cargo, uma derrota pode representar a sua queda. A insatisfação vinda das arquibancadas começa a se espalhar nos bastidores da Gávea, deixando de receber o respaldo da diretoria – que até então lhe garantia no cargo.

Na última segunda-feira (06), o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, marcou uma reunião com os integrantes do Conselho de Futebol para discutir o futuro de Paulo Sousa. No encontro, confessou que esperava resultados melhores por parte do Mister português, mas garantiu que não tomará nenhuma providência imediata antes das partidas contra Red Bull Bragantino e Internacional.

Internamente, porém, o Flamengo já trabalha com nomes para a sucessão. Uma das alternativas é o também português Pedro Martins, que no momento dirige o Olympiacos, da Grécia. O técnico foi oferecido ao Flamengo e, no início do ano, foi sondado pelo Atlético-MG. No momento, porém, não há negociação em curso.

A tendência é que Paulo Sousa não peça demissão de seu cargo. Caso o faça, abriria mão de uma multa rescisória de 7,5 milhões de reais que tem a receber do Flamengo.

Outro português que vem sendo especulado no Flamengo é José Boto, ex-Benfica e que, no momento, trabalha no PAOK. O especialista viria para o cargo de diretor de futebol, sendo uma espécie de companheiro de Marcos Braz na função.